Liga da Justiça e a versão do Snyder!

engole essa realidade

E ai meus queridos!

Liga da justiça com certeza foi um dos filmes mais aguardados e comentados de 2017… Lançado no final do ano passado, o longa que reuniu na telona a principal turma da DC Comics infelizmente não parece ter agradado muito seus fiéis seguidores!

Críticas e Mais Críticas!

engole essa realidadePode parecer exagero, mas eu nem havia visto o filme ainda e já estava odiando, kkk…. Sério! Foi tanta postagem, chiado, amigos descendo a lenha que eu me perguntei “Será que tem como ser tão ruim assim?”… E mesmo sem ver o filme já me dei conta da resposta, O POVO ANDA CHATO DEMAIS!!!

Na moral gente, nem vou debater se o filme é tudo isso ou não, é óbvio que ele tem muitas falhas, mas não é nem de longe o lixo que falam… Não sei o que anda acontecendo com os fãs de hoje em dia, essa mulekada não se permite mais ir assistir um filme, relaxar na poltrona e se divertir, parece que a graça atualmente é ver o filme. anotar os defeitos e ir chiar nas redes sociais,  é o que eu batizei de “pseudo-intelectualização passivo-agressiva digital”, que é a mais nova doença dos fanboys na era digital! rs

Lembrando que não estou dizendo que é o melhor filme da galáxias, mas tbm não é tão ruim assim! Oras!

engole essa realidadeA Nova Treta!

E pra acabar de vez com a alegria do Batman e seus amigos, me vem a maledita lenda da versão do Zack Snyder, uns dizem que não existe (e perdem tempo tentando convencer os outros disso…) e outros juram que é real (e perdem tempo brigando e se debatendo pra tentar assistir isso)… Se ela existe ou não, eu não sei! Mas, sei de uma coisa, não interessa! rs… Se vc não gostou do filme, não serão as cenas cortadas que vão mudar isso! entende?

 

 

Espero que tenha conseguido me expressar, mas na dúvida assistam o vídeo abaixo e entendam melhor o que achamos de tudo isso!

 

 

LIGA DA JUSTIÇA – VERSÃO ZACK SNYDER E SEUS FANBOYS!


 

 

Clique Aqui e Se Inscreva no Nosso Canal do Youtube!

O Que Achamos de “Os Últimos Jedi”

engole essa realidade

A palavra chave de Star Wars: Os últimos Jedi é “expectativa”. Como atinja-la ou até mesmo supera-la, quando estamos tratando de um fenômeno cultural capaz de gerar até pseudo-religiões em seu nome? Esse é o desafio básico de qualquer obra seja ela cinematográfica ou não que ambicione levar o nome Star Wars. Tudo bem, entendemos que quando uma obra ganha vida própria e se torna tão amada pelo público, dificilmente a expansão de seu universo consegue agradar a gregos e tróianos, já que cada um idealiza como uma obra incompleta deve terminar. Confesso que a princípio esperava tantas coisas deste filme, que fiquei sim decepcionado com algumas soluções dadas ao filme. Mas Star wars: os últimos jedi consegue ao menos caminhar nos trilhos da lógica estabelecido pelo próprio universo em que faz parte? Antes vamos destrinchar alguns aspectos do filme pra entendermos o porque este filme tem tudo haver com expectativa e por que tem dividido opiniões.

 

Uma Verdadeira Obra de Arte

engole essa realidade
Recursos visuais em seu ápice em uma cena que poderia muito bem estar pendurado numa sala de estar nerd. Eu colocaria na minha e você?

Star Wars: os últimos Jedi é sem medo de errar, o filme mais bem dirigido do ponto de vista da direção de arte e fotografia. Tudo é meticulosamente pensado para impressionar. Desde o estilo retrô-industrial que é continuado e visto nos figurinos, veículos, painéis de controle, robôs, etc, passando pelo uso correto dos efeitos práticos que se misturam aos digitais, culminando no uso fantástico de luz e cor, que conseguem por si só exprimir tensão, leveza, urgência, e compor a cada frame, um quadro talentosamente pintado à mão. O trabalho de arte e direção é primoroso até mesmo nos recursos de câmera, compondo closes, panorâmicas, trilhos de ação, tudo muito bem amarrado e bem editado.

A Trilha sonora é discreta, mas do jeito certo. Quero dizer com isso que Jonh Williams não tenta nesse filme, reinventar a roda e encher o filme de novos temas. Os temas já estabelecidos no filme anterior mesclam muito bem com temas clássicos criando uma trilha feijão com arroz que funciona muito bem e dá o tom certo para cada situação do filme.

 

Partes polêmicas, este filme ter…

engole essa realidade
Seriam os Porgs a maldição desta trilogia, escolhidos para herdar o duvidoso legado deixado por Jar Jar Binks e os Ewoks?

Se em relação alguns aspectos técnicos, a obra é impecável e não gera espaço para críticas, é no coração do filme que ele divide opiniões, o roteiro e a direção (Rian Jonhson). Um dos pontos que dividem opiniões é que Star Wars: os últimos Jedi parece propositadamente não se importar para o que o fã espera do filme. Não responde as perguntas como se esperava, tão pouco leva o enredo para o óbvio, em um momento ou outro parece lançar mão da nossa amiga “ex-machina” para resolver alguns problemas, os alívios cômicos são em sua maioria gratuitos e deslocados do momento de urgência e tensão que o filme precisa ter. Além claro, de alguns arcos narrativos com elementos que não acrescentam grande coisa. Bata tudo isso em um liquidificador e ponha pra assar em um estilo narrativo cheio de quebras de ritmo, o que certamente dará para muitos a sensação de um bolo queimado e amargo, difícil de digerir. Resumindo, a forma como o diretor e o estúdio resolveram contar essa história desconstrói o jeito Star Wars de se fazer filme, mas surpreendentemente de um jeito Star Wars. Talvez para se desvencilhar de uma vez por todas do que conhecíamos, para passar o bastão pra algo novo e pra um futuro incerto, o que do meu ponto de vista, merece elogios, mesmo que tenha alguns deslizes. É por isso que em minha segunda visita ao filme, pude me desvencilhar das expectativas e amarras que o próprio universo Star Wars havia imposto em minha cabeça (inclusive os trailers) e aproveitar melhor a experiência. Desta vez sem esperar frustrantemente pra ver o que eu queria que acontecesse, mas sim o que o diretor gostaria de mostrar, apenas apreciando o filme como a obra de arte que intenciona ser.

 

Qual é o público do filme?

engole essa realidade
Referências como o famoso leite azul aparecem aos montes em Star Wars: Os Últimos Jedi!

Não existe um público alvo claro, mas certamente vai incomodar os mais exigentes e que construíram grandes expectativas a respeito. Resumindo, o filme é muito mais quadrado do que seu antecessor direto, que jogou em zona de conforto, arriscando quase nada. Além disso, Star Wars: os últimos Jedi, não é para fãs de última hora. Para aproveitar em sua plenitude é preciso não apenas gostar de cinema, mas sobretudo, da trilogia original. O filme está recheado de referências e homenagem a todos os filmes clássicos, criando principalmente uma rima narrativa com “o retorno de Jedi” e uma história com varias camadas, tornando o praticamente estéril para quem não conhece as obras originais.

Por todos esses motivos digo a todos os jovens Padawans que desejam se aventurar nesta obra como sua primeira experiência Star Wars, que se preparem devidamente, correndo o sério risco de se não o fizerem, saírem do cinema seduzidos pelo lado desanimado da força. Seja como for, que a força esteja com vocês e até a próxima. Sim, existe uma religião Star Wars! O Jedaísmo tem pelo menos 400.000 adeptos só no Reino Unido.

 

Por: Davi Rodrigues

 

O Sonho de ser Youtuber #6 – Chá de Coragem!

engole essa realidade

Fala meu povo, quem acompanha o blog ta ligado que agora temos um canal no youtube, tamo começando devagar e modestamente (como podem ver no botão aí na barra lateral a direita), mas o foco dessa conversa é outro…

engole essa realidadeDesde que inicie o blog penso em montar um canal, e como pesquisei muito antes disso acabei escrevendo umas matérias sobre, o título principal dessas matérias são “O Sonho de ser Youtuber” e cada um deles abordava algum aspecto dessa nova profissão, enfim… Nunca mais tinha feito um artigo desse tipo, e hoje alguns dias após iniciar o canal vejo algumas dificuldades, alguns pontos que desanimam, mas Deus é bom e hoje mesmo ví um vídeo que me fez bem, e por isso decidi compartilhar com vocês… Se vc compartilha desse desejo, mas anda meio desanimado, assiste esse vídeo aí… Bora!

 

QUER SER YOUTUBER? ENTÃO SEJA!


 

Espero que vcs tenham curtido, não esqueçam de compartilhar, curtir, se inscrever no canal, me seguir nas redes sociais, e o que mais vocês puderem fazer, kkkk Abç meu povo, FUUIII!!!

Nóix no Youtube… Porque sim!

engole essa realidade

Se tem uma profissão que está em alta no momento é a de Youtuber, afinal enquanto o Temer não se meter nisso ela ainda é uma profissão que qualquer um pode desempenhar, indiferente de idade, sexo, ou até mesmo qualificação! kkk

É tanta gente querendo e tentando essa vida que fica até difícil saber quem quer de verdade ou quem está na “modinha”, e quer saber, cada qual que cuide de sua vida, que cuidar da minha já dá muito trampo, e falando em trampo, olha que legal, Engole essa Realidade também virou Canal! Eeeeeehhhhh!!! Vem comigo!

 

Pra que Canal Fera? 

Eengole essa realidadentão miguxada, desde o começo do projeto quis montar um canal, mas devido a timidez e algumas outras dificuldades acabei optando por iniciar a fanpage e esse blog que vos fala, mas com a idade a gente descobre que não deve ligar tanto pra opinião dos outros, isso te liberta da timidez e do stress, e vamos falar a verdade o povo anda preguiçoso demais, poucos gostam realmente de ler, então bora gravar vídeo pra esse povo, e pra vcs também!

 

 

E o Blog, vai Acabar?

engole essa realidadeNão, relax! O blog é meu filho mais velho e vai permanecer , um pai não pode jogar o filho mais velho fora só porque nasceu outro, a família aumenta, só isso… Talvez eu precise ampliar a equipe pra dar conta das atualizações, mas acabar não!

 

Qual será o Foco, o Conteúdo, enfim, Vai Postar o Que Mano?

O Canal terá um foco no estilo do Blog (nenhum!), ou seja, faremos gameplays, inclusive o primeiro vídeo é uma gameplay, e faremos vlogs sobre temas geeks, assuntos do momento, e variedades, mas sempre com um toque de humor, pq eu gosto, só por isso! Então resumindo, humor, games, geeks e opinião! Acho que já me ouviram leram dizer escrever isso!

 

 

engole essa realidadeE o Primeiro Vídeo?

O primeirão foi pro canal hoje (16/11/17), é uma tentativa frustrada de gameplay de Worms W.M.D que acabou virando gameplay de Team Fortress 2, como vcs podem ver logo abaixo…. ainda não está grande coisa, mais relaxem que as coisas vão ficar show de bola, mas pra primeirão tá bom vai, NÃO ME JULGUEM! KKKK

 

 

 

 

Era pra ser Worms, mas não rolou, sendo assim Team Fortress 2


É isso aí negada, sigam nosso Canal no Youtube, garanto que não se arrependerão! E não se esqueçam de deixar seus comentários e sugestões de tema pra vídeos nos comentários aí embaixo… Bjo na orelha e fuuiii!!!

 

Clique Abaixo e se Inscreva no Canal!

 

engole essa realidade

 

Engole essa Dica Netflix #4 – Offline

engole essa realidade

Mais um fim de semana chegou, e como já é de costume vamos dar aquela mergulhada na Netflix, e pra garantir que vocês não vão ficar a deriva piada ruim, eu sei vamos te jogar aquela bóia cultural de novo, eu sei e ajudar vocês! A dica de hoje vai juntar o útil ao agradável, vamos falar de filmes e jogos ao mesmo tempo, porque a dica de hoje é “Offline – Sem Bônus Nessa Vida”, só vem nego!

 

Sinopse Netflix

Jan é um dos melhores jogadores de games de computador. Mas de repente sua vida vira de cabeça para baixo, quando um rival rouba sua identidade online.

 

engole essa realidadeNossa Sinopse!

Vamos explicar isso direito, rs. Jan é um nerd gamer ao melhor e mais estereotipado estilo, char de alto nível, temido por todo o reino, famoso entre os maiores jogadores do game, mas totalmente anônimo e desengonçado na vida real. Jan é um daqueles caras que se dedica mais a vida virtual do que a realidade fato esse que ocasiona preocupação e restrições por parte de sua mãe (restrições essas facilmente burladas).

Apesar da preocupação de sua mãe Jan não está nem aí e leva essa vida suavão, até que à véspera do maior campeonato do game nosso protagonista tem sua conta hackeada, e a única opção que resta pra Jan salvar sua vida online é se jogar na vida real e enfrentar o maior desafio de sua vida, viver!

 

Qual é a Vibe desse Filme?

O filme pode ser considerado uma comédia, mas isso não impede que haja algumas observações inteligentes nele, muitos viciados em games vão se ver em vários momentos, preconceitos, dificuldades de socialização, a importância que esses jogos têm pra algumas pessoas, e por aí vai…

 

Enfim, devemos ou não Assistir?

Não vou mentir não é um filme que vai agradar a todos, muito menos um BlockBuster, mas é um filme bom, divertido e que foca bem em um público, se você é nerd amante de jogos você vai aproveitar muito mais do que uma pessoa que não curte essas coisas, Offline é um filme sem grandes pretensões, numa pegada meio sessão da tarde, mas possui uma dinâmica agradável, uma forma de visão imparcial que mostra tanto o lado do amante de jogos quanto o lado da família e amigos que se preocupam ou apoiam os excessos, mostrando ainda que de forma bem discreta (afinal não é um documentário educativo) a importância do equilíbrio entre vida real e vida virtual, porque as duas são dahora!

Resumindo, se você assim como eu tem uma queda pelo mundo virtual dos games, você vai curtir essa história, se não curte acho difícil, mas fique à vontade pra ver e analisar por si mesmo!

Obs.: Não vou me aprofundar pra não dar spoilers, mas um fator que merece destaque nesse filme é a personagem Karo, uma menina de personalidade muito “peculiar” que fará toda a diferença nesse filme, ela é a melhor! Rs

 

Espero que curtam o filme… Vejam e depois deixem seus comentários aqui, aproveitem e sigam nossas redes sociais, abç e Fuuiii!!!